Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

China censura protestos no Egipto


As autoridades de Pequim bloquearam todas as referências ao Egipto nas redes sociais, com receio de que a dinâmica reivindicativa se voltasse contra a liderança comunista na China.

Ontem terão sido também apagados os comentários às poucas notícias sobre a revolta dos últimos dias no Egipto, noticia a edição online do Wall Street Journal.

Uma atitude semelhante à tomada aquando de protestos na Rússia entre 2003 e 2005, e no Irão, há dois anos.

Desta feita, Pequim impediu a divulgação do número de mortos e do corte das telecomunicações.

A China, que vendeu milhões de dólares de armas ao país africano, alertou os seus cidadãos para reconsiderarem viagens com aquele destino, e aconselhou os que lá se encontrem a procurar ajuda do governo chinês.

Num jornal publicado pelo Partido Comunista chinês apresentava-se ontem uma reflexão sobre o regime democrático.

«Algumas democracias emergentes na Ásia e em África estão a ser contestadas a partir das ruas. A democracia ainda está longe da Tunísia e do Egipto», lia-se no Global Times.

Na internet, todavia, uma busca por Egipto resultava apenas numa mensagem: «De acordo com a lei, os regulamentos e as políticas em vigor, os resultados de busca não podem ser apresentados».

fonte: Sol

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...