Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Big Brother is watching you!

Monsanto, destruindo o mundo num abrir e fechar de olhos


A imagem fala por si...
Infelizmente nem tudo aquilo que comemos é natural e nos sacia a fome.
O que comemos?
Compostos quimicos?
Antibioticos?
Hormonas?
Anti-oxidantes?
Dioxinas?
Pesticidas?
Corantes?
Emulsionantes?
Conservantes?
Nano-particulas?
Já se deu conta que os alimentos perderam o sabor de outrora? E que aquilo que parece brilhar na prateleira de supermercado encolhe na frigideira ou no tacho?
Já se deu conta que parece só água? Parece...
Será que aquilo que parece ser não é?
Será que não estamos a ingerir veneno?
Será que nos querem matar?
Mas será mesmo?

fonte: Kafe Kultura

domingo, 7 de julho de 2013

Bilderberg. O clube secreto que mais enfurece os 99%


Conclave de um punhado de "influentes líderes mundiais" decorre até domingo em Hertfordshire, Inglaterra. Portas e Seguro estão lá.

Poucas associações ou conclaves têm sido alvo de tantas tentativas de escrutínio e teorias da conspiração como o Clube de Bilderberg. O grupo fundado em forma de "encontro anual" em 1954 - para, é explicado no site oficial do Bilderberg, "facilitar o diálogo entre os países europeus e os Estados Unidos - é objecto de mais atenção e curiosidade que o poder sub-reptício dos fantasmáticos ilumminati ou a influência política da maçonaria.

Em vésperas do encontro de 2013, a ter lugar de quinta-feira a domingo no Hertfordshire, no Reino Unido, jornalistas, bloggers e activistas voltaram à carga em tentativas de investigar o Bilderberg nos últimos dias.

Algumas buscas rápidas na internet mostram inúmeros artigos com dados e informações de bolso sobre o encontro dos cerca de 140 líderes das áreas da política, das finanças, dos media e outras que compõem esta elite mundial - a mesma que inspirou o slogan "Somos os 99%" dos activistas do movimento Occupy.

Nos últimos anos, Portugal tem sido sempre representado por três pessoas, uma delas presença recorrente há vários anos: Francisco Pinto Balsemão, dono da Impresa e membro da direcção do Bilderberg desde a década de 80, que para esta 61.o reunião escolheu levar consigo Paulo Portas e António José Seguro.

Se factos como serem a BP e a Goldman Sachs - tida como a principal culpada pela crise financeira mundial que se atravessa desde 2008 - as principais beneméritas (leia-se patrocinadoras) do encontro são o que mais tem motivado discussões cibernéticas por todo o mundo sobre a reunião deste ano, por cá foi a revelação de que rivais políticos vão juntos à conferência que mais efeitos surtiu na opinião pública.

A notícia gerou nas redes sociais comentários incrédulos que sugerem uma imagem do actual ministro dos Negócios Estrangeiros e líder do partido minoritário da coligação no poder de braço dado com o líder do principal partido da oposição a chegar à pequena localidade próxima de Londres - onde o aparato policial impede qualquer um de se aproximar do Hotel Grove para, em boa gíria jornalística, sacar um furo.

Consegui-lo é missão impossível, e não apenas pela quantidade de agentes de segurança presentes no Hertfordshire para alegada protecção dos políticos e empresários. À parte estatísticas sobre as participações nos encontros ao longo dos últimos 60 anos - apenas 24 dos 198 países do mundo estiveram "representados" nos últimos três anos, com os EUA a encabeçarem sempre a lista em número de enviados - pouca informação fidedigna é encontrada.

Segundo o recôndito website Secrets of the Fed, em 1973 "alguém" terá ouvido Walter Levy, um dos participantes no Bilderberg desse ano, expor o plano definido nessa reunião para aumentar 400% as receitas da venda de crude pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Essa informação, como tantas outras, nunca se confirmou, já que o Bilderberg faz questão de definir, desde sempre, que não são produzidas resoluções, propostas ou pareceres públicos no final de cada encontro, de carácter "informal".

Este ano, o programa tem, entre os seus tópicos, o crescimento e criação de emprego nos EUA e na Europa, o nacionalismo, a política externa norte-americana, a guerra contra o ciberterrorismo e os desafios que o continente africano enfrenta. Nenhum líder ou personalidade de África estará presente. Em vez disso, e para além de Balsemão, Seguro e Portas, a lista de convidados deste ano conta com Durão Barroso, presidente da Comissão Europeia, Christine Lagarde, directora-geral do FMI, Mario Monti e François Fillon, ex-primeiros-ministros de Itália e de França, e os presidentes da Amazon e da Google. Entre os 140 nomes, revelam os media, apenas 14 mulheres.

fonte: i online

Seguro vai com Portas à reunião do grupo Bilderberg


O minsitro dos Negócios Estrangeiros e o líder do Partido Socialista vão particiapr nos encontros do grupo Bilderberg em Londres.

O "jornal i" escreve hoje que "Paulo Portas e António José Seguro vão estar juntos de 6 a 9 de junho nos encontros promovidos pelo grupo Bilderberg, do qual faz parte Francisco Pinto Balsemão. Os encontros entre governantes e destacadas figuras de 21 países da União Europeia e dos Estados Unidos vão decorrer, como é costume, à porta fechada. Serão discutidos temas como criação de emprego nos dois continentes, dívida e política externa norte-americana, desafios africanos, proliferação do cibercrime ou novas tendências na investigação médica. Para participar neste encontro os governantes e CEO têm de ser convidados por um dos membros do grupo. Em Portugal, os convites são normalmente endereçados por Francisco Pinto Balsemão, que pertence a esta organização há quase 40 anos.


'Big Brother' global


A NSA, dos EUA; tem tecnologia para controlar comunicações a nível global. Edward Snowden revelou o escândalo

Nenhum cidadão do Mundo está a salvo de espionagem dos países que dominam os mais sofisticados programas tecnológicos, diz especialista

Podem os EUA intercetar e-mails e telefonemas trocados entre Portugal e os Estados Unidos? A resposta é sim.

Carlos Marinho, juiz desembargador e perito em informática, explica ao CM que a tecnologia da Agência Nacional de Segurança (NSA) norte-americana é tão sofisticada que tem capacidade para isso. "A comunicação por Internet pode ser filtrada, porque está em rede", explica. Quanto às chamadas, o perito diz que se "o sistema for digital e estiver numa rede mundial, é possível chegar a ele".

A denúncia de Edward Snowden - o informático que revelou a existência de programas de espionagem dos EUA - ativou o debate sobre privacidade, proteção de dados e segurança dos cidadãos na Internet. Carlos Marinho não tem dúvidas de que Portugal e o Mundo "não estão a salvo dos sistemas de espionagem devido à sofisticação tecnológica".

Ainda assim, diz que "legislativamente estamos protegidos" através de uma diretiva Europeia. "Nem os serviços secretos podem fazer o que lhes apetece", assegura. Contudo, adverte para a complexidade da "produção de prova". "Conseguimos provar que o NSA intercetou um e-mail que enviou, para alguém em que dizia EUA? Sem prova, nenhum tribunal dá razão", diz o magistrado. E mesmo que se conseguisse provar, "não há propriamente a possibilidade de um tribunal português condenar a NSA", remata. 

Entretanto, "a Rússia, Israel, a Índia e a China" também estão a "entrar nesse sistema de filtragens". "Hoje estamos a ser vigiados por muitos Big Brother", conclui.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...