Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

quarta-feira, 30 de março de 2011

Japão pede aos EUA que bloqueiem sites populares na internet


Num esforço para melhorar a recuperação a partir do recente terremoto e tsunami que atingiram o Japão, os militares decidiram bloquear a utilização de determinados sites de sua rede. Militares japoneses têm mostrado que esses sites não estão sendo bloqueados por algum motivo de conteúdo, mas apenas para melhorar a largura de banda necessária para as necessidades militares. O Comando do Pacífico dos EUA recebeu um pedido para bloquear os 13 sites de uso mais elevado de tráfego, comumente utilizado em redes militares, como o YouTube, Google Video, Amazon, eBay, Myspace e MTV.com.

Numa nota mais interessante para o controle de banda é a continuação do uso do Facebook no Japão. O local é considerado um dos portais de mais alto uso de banda na região, mas ele vai ficar instalado e funcionando, devido à sua crescente utilização pelos militares mobilizados. Facebook é a forma mais comum de ficar em contacto com entes queridos e foi decidido que é uma importante ferramenta na recuperação do desastre.

O porta-voz do Comando Estratégico Militar Rodney Ellison declarou a CNN.com, "Esta é uma resposta a um momento de demanda extrema para as redes. Esse bloqueio vai ser de natureza temporária e pode aumentar ou diminuir o tamanho e alcance, se necessário. Estamos a fazer isso para facilitar os esforços de recuperação em curso no Japão. Estamos tentando ter certeza que estamos dando a eles muitas avenidas e o máximo de apoio quanto pudermos".

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...