Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Vaticano cria decreto contra lavagem de dinheiro


O Papa Bento XVI quer travar a lavagem de dinheiro no Vaticano

O Vaticano anunciou que vai criar uma nova autoridade de supervisão financeira para lutar contra a lavagem de dinheiro.

O Papa Bento XVI está prestes a publicar um decreto que visa lutar contra a lavagem de dinheiro no Vaticano, criando uma nova autoridade de supervisão financeira, disse hoje a santa Sé, em comunicado.

A legislação deverá ser publicada na quinta feira, cerca de três meses depois do início de uma investigação ao presidente e ao presidente executivo do banco do Vaticano, o Instituto para as Obras Religiosas (IOR).

A nova legislação vai criar uma autoridade financeira no Vaticano e "lidar com a prevenção e oposição à actividade financeira ilegal", diz o comunicado da Santa Sé.

Segundo a agência de notícias i.media, especialista em informação religiosa, as medidas deverão permitir ao Vaticano entrar na "lista branca" dos países que têm medidas rigorosas contra a lavagem de dinheiro.

Em setembro, as autoridades italianas confiscaram 23 milhões de euros do IOR, no seguimento de uma investigação ao banco, por suspeita de violação das regras italianas contra a lavagem de dinheiro. 

Suspeitas de operações de fraude

As autoridades italianas suspeitam que Ettore Gotti Tedeschi, presidente do IOR, e Paolo Cipriani, presidente executivo do banco, violaram as leis que obrigam a reportar operações financeiras específicas.

O IOR gere contas bancárias das ordens religiosas e associações católicas e beneficia do estatuto de paraíso fiscal do Vaticano.

Em meados de 2010, a imprensa italiana referia suspeitas dos investigadores de que diversas pessoas e empresas com domicílio fiscal em Itália estivessem a usar o IOR como fachada para operações de fraude e evasão fiscal.

Na década de 1980, o IOR esteve no centro de um escândalo bancário quando o Banco Ambrosiano, banco privado italiano, faliu entre acusações de ligações à máfia e terrorismo político.  

fonte: Expresso

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...