Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

TV francesa divulga vídeo de Strauss-Kahn no Sofitel























BFMTV.com divulgou imagens captadas pelas câmaras de videovigilância do hotel Sofitel em Nova Iorque no dia 14 de Maio.

A cadeia de televisão francesa BFMTV difundiu hoje (quinta-feira) as primeiras imagens captadas pelas câmaras de videovigilância do hotel Sofitel em Nova Iorque no dia 14 de Maio, as quais mostram o ex-director do FMI, Dominique Strauss-Kahn, bem como a empregada que depois o acusou de agressão sexual.


A BFMTV mostra as imagens captadas pelas câmaras do hotel no período que vai desde a saída de DSK do hotel às 12:27, hora de Nova Iorque, até à chegada da polícia às 14:10.

As imagens mostram o ex-director do FMI a fazer calmamente o check-out do hotel e a apanhar um taxi, depois de pagar a sua conta. Não parece estar com pressa. Na segunda sequência, vê-se Nafissatou Diallo, a empregada, a sair do elevador acompanhada de outros funcionários do Sofitel. A seguir, ela explica, gesticulando muito, como terá sido a agressão e um dos seguranças do hotel, Adrian Branch, telefona à polícia a avisar que uma empregada de limpeza fora alvo de agressão sexual por parte de um cliente.

As imagens mostram depois Nafissatou sentada, em silêncio.

A cadeia de televisão difunde em seguida a famosa sequência da comemoração, em que dois dos funcionários do Sofitel, Brian Yearwood e Derrik May, festejam e dançam numa divisão à parte. May chega mesmo a dançar. Esta cena durou 13 segundos e não três minutos, esclareceu na quarta-feira a New York Review of Books, corrigindo assim a informação anterior avançada pelo jornalista Edward Jay Epstein, no artigo de investigação que publicou no fim de Novembro.

Esse trabalho dava a entender que DSK, socialista e outrora o político mais bem posicionado para vencer as eleições presidenciais de 2012 em França, teria sido vítima de um complô organizado por rivais políticos. Leia-se a UMP, partido que apoia o Presidente Nicolas Sarkozy.

O grupo do Accor, proprietário do Sofitel, que já esclarecera que a comemoração dos empregados nada tinha que ver com o caso DSK, condenou ontem a divulgação do vídeo pelos media franceses.

Strauss-Kahn, preso a 14 de Maio, foi entretanto libertado e o procurador de Nova Iorque desistiu das acusações contra ele, por considerar que Nafissatou, natural da Guiné-Conacri, tinha entrado em contradição e não era credível nas suas acusações. Mesmo assim, ela apresentou queixa no civil, da qual DSK já recorreu. Aguarda-se a decisão final do tribunal do Bronx, que está a tratar do caso nos EUA.

fonte: DN

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...