Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Pequim quer acabar com rumores na Internet
















O Governo chinês está a obrigar um serviço local, semelhante ao Twitter, a suspender as contas dos utilizadores que publiquem informações que possam ser consideradas rumores falsos

O caso começou quando a Sina Corporation, empresa dona do Weibo, um serviço de micro-blogues semelhante ao norte-americano Twitter, enviou mensagens aos cerca de 200 milhões de utilizadores sobre as novas regras, que prevêem o cancelamento das contas de quem divulgar informações falsas.

De acordo com a agência Efe são vários os fóruns on-line chineses que estão a afirmar que estas novas regras foram impostas pelo Governo chinês, no âmbito de uma campanha para controlar ainda mais os conteúdos na Internet, nascida com receio de que surjam eventos semelhantes aos da Primavera árabe no país.

A medida está também a ser bastante criticada, com muitos bloggers a considerarem que a posição governamental é uma «vergonha e inaceitável».

Os primeiros casos que já levaram utilizadores a ficarem sem conta no Weibo diziam respeito a uma mensagem onde a responsabilidade da morte de uma jovem de 19 anos era atribuída às autoridades de Wuhan e uma denúncia de que lotes de sangue provenientes da Cruz Vermelha estavam a ser revendidos em vários hospitais de Pequim.

Além do cancelamento das duas contas, as mensagens em causa foram apagadas.

fonte: Sol

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...