Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Espancado por denunciar tortura por agência de espionagem


Waqar Kiani foi brutalmente agredido pela segunda vez alegadamente por membros ligados às forças de segurança do Paquistão. O jornalista do The Guardian investigou há algum tempo a detenção ilegal e tortura de militantes islamistas por parte de uma agência de espionagem paquistanesa, em colaboração com os serviços secretos do Reino Unido.

No sábado à noite, homens armados e vestidos com uniformes da polícia pararam o repórter de 32 anos, quando este conduzia em Islamabad, e ordenaram que saísse do seu carro. Os quatro homens agrediram Waqar Kiano com murros, bastões de madeira e um chicote. "Eles disseram 'Queres ser um herói? Vamos fazer de ti um herói. Vamos fazer um exemplo de ti'", contou o repórter, em recuperação. Há três anos, outro jornalista, Saleem Shahzad, foi espancado até à morte depois de ter desaparecido da capital, recorda o The Guardian.

O Paquistão é um dos países mais perigosos do mundo para a comunicação social. Em Julho de 2008, Kiani foi raptado, vendado e levado para uma casa segura, onde foi interrogado, espancado e queimado com cigarros. Foi libertado 15 horas depois, a quase 200km da capital do país, e ameaçado de que a sua mulher seria violada e o vídeo publicado no Youtube caso ele contasse a alguém o que lhe acontecera. Nessa altura, o repórter investigava a captura, detenção ilegal e tortura de militantes islamistas por parte da principal agência civil de espionagem do Paquistão, em colaboração com o britânico MI5, serviços para a segurança interna.

Nessa altura, Kiani percebeu que os homens trabalhavam para as autoridades oficiais porque conheciam detalhes da sua vida pessoal, nomeadamente os movimentos na sua conta bancária, e os encontros com outros jornalistas do The Guardian. O jornal britânico publicou a história sobre o que se passou com o repórter apenas há uma semana. Kiani deu depois uma entrevista a uma televisão local. Seguiu-se novo espancamento, neste sábado, e o jornalista tem a certeza que os factos estão relacionados.

fonte: DN 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...