Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Exército americano quer mandar bombas de mau cheiro para cenários de guerra


Não matam, mas obrigam os inimigos a fugir rapidamente – são bombas e dispersam um cheiro insuportável sempre que caem. E já estão em vias de ser testadas pelo Departamento de Defesa dos EUA.

O Departamento de Defesa dos EUA pretende começar a testar granadas que podem impregnar uma área de cinco metros quadrados de um cheiro insuportável que provoca a debandada a geral de opositores e inimigos. Nos planos dos peritos do exército dos EUA consta ainda o desenvolvimento de bombas que poderão ser lançada por peças de artilharia de 155 milímetros, que poderão ter um alcance maior e deflagrar o mau cheiro por áreas bastante maiores.

A Convenção das Armas Químicas (CAQ) proíbe o uso de armas químicas em cenários de guerra, mas os investigadores do Departamento de Defesa dos EUA acreditam ter descoberto uma forma de contornar a restrição. A CAQ proíbe o uso de gases químicos que interfiram com o nervo trigémio que liga o cérebro a várias partes do corpo. Os investigadores norte-americanos acreditam que as bombas de mau cheiro poderão tornar-se legais à luz da CAQ, uma vez que o odor afeta as amígdalas dos humanos e não o nervo trigémio, refere a New Scientist.

A solução que produz o mau odor mantém-se no segredo dos deuses. Para já, sabe-se que o mau cheiro não só é incomodativo como também desencadeia os mecanismos do corpo humano que estão associados ao medo – e por isso, garantem uma eficácia extrema, quando se trata de provocar debandadas nos exércitos inimigos.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...