Watch live streaming video from occupynyc at livestream.com

terça-feira, 7 de maio de 2013

Rede 4G: Internet mais rápida e estável com velhas limitações


O serviço é anunciado como “tráfego ilimitado”, mas, ao ultrapassar os 15 GB de download por mês, a velocidade pode descer drasticamente. Preço e condições dos tarifários das 3 operadoras principais são cópias quase exatas.

Na Europa, Portugal é pioneiro na tecnologia LTE (Long Term Evolution ou Evolução de longo prazo). Também designada de 4.ª geração móvel, a 4G já está a funcionar, mas com uma cobertura ainda muito restrita. Através de ferramentas online e software de medição, testámos o primeiro serviço de quarta geração móvel disponível, na versão mais rápida, o Vodafone Best Net 4G 100, em Lisboa.

Comparámos o novo com o serviço móvel mais rápido até ao lançamento da tecnologia 4G, o Best Net Top+ da Vodafone, que utiliza tecnologia HSPA+ a 43,2 Mbps. Com a 4G, a velocidade de download quase triplica e a de upload aumenta mais de 7 vezes.


Valores máximos. Comparação do novo serviço com os mais rápidos até agora: HSPA+ a 21,6 Mbps, na Optimus, TMN e Vodafone, e HSPA+ a 43,2 Mbps, só na Vodafone.

O desempenho do Best Net 4G 100 fica aquém das velocidades máximas anunciadas. Registámos a velocidade máxima de download de 48 Mbps, contra os 100 Mbps anunciados, e a velocidade máxima de upload de 30 Mbps, quando o anunciado são 50 Mbps. Os valores máximos mais frequentes nos locais de teste foram cerca de 35 Mbps para o download e 12 Mbps para o upload.

No tempo de resposta de rede (ou latência) verificámos uma melhoria significativa face aos serviços de terceira geração.


Serviço rápido mas só até aos 15 GB por mês


Nesta primeira fase, a 4G já foi lançada pelas 3 operadoras principais e promete: velocidade de 150 Mbps no download (embora os equipamentos disponíveis não permitam mais de 100 Mbps) e de 50 Mbps no upload, tempo de resposta de rede reduzido, ligações mais estáveis e melhor sinal.

Mas por agora só está disponível em Lisboa, Porto e nas freguesias mais centrais das capitais de distrito do País. Para saber se a sua zona está abrangida, a Optimus, TMN e Vodafone dispõem de ferramentas online. Contudo, a informação é incompleta, pois indica só a disponibilidade da tecnologia 4G num local da freguesia selecionada, sem mencionar a real localização ou extensão.

Tal como os serviços 3G mais rápidos, anunciados como “ilimitados”, os 4G parecem tentadores para quem descarrega muitos ficheiros. Mas podem também estar limitados a 15 GB por mês, porque as operadoras reservam-se o direito de aplicar essa restrição a bem da qualidade e integridade da rede. Ultrapassados os 15 GB, as operadoras descem a velocidade para valores que não podem ser considerados de navegação de banda larga, como 128 Kbps (indica a TMN), o que é inaceitável.

Esta medida é divulgada de forma discreta na página dos tarifários, numa pequena nota de rodapé, no caso da TMN e da Vodafone, ou nas condições gerais de utilização da Optimus. A situação começa a ser flagrante com o aumento considerável da velocidade: em teoria, se a velocidade média de download dos serviços que anunciam 100 Mbps de velocidade máxima for 25 Mbps, um quarto do valor, os 15 GB não chegam nem para uma hora e meia de utilização contínua.


Tarifários e condições iguais entre operadoras


As condições e preços dos tarifários das três operadoras são cópias quase exatas, prática contínua que prejudica a concorrência. A Autoridade da Concorrência deve pôr fim a esta situação.

Com mensalidades superiores a € 49, os preços não são reduzidos. Todas as opções são mensalidades pós-pagas, o que não é vantajoso para um utilizador pouco intensivo ou perto da média.

Para computadores e tablets, os serviços com velocidade de download de 50 Mbps custam € 49,90 por mês, na Optimus, e € 49,99 por mês, na TMN e Vodafone. Nas três operadoras, o acesso ao serviço implica ainda a compra de uma pen, por 159,90 euros. Com o desconto de fidelização por 24 meses, a mensalidade fica a € 24,90 e a pen custa 79,90 euros. Os tarifários para download a 100 Mbps custam mais € 10 e mais € 5, se aderir à promoção e ficar com o plano durante 2 anos.

Para telemóveis, os tarifários pós-pagos disponíveis têm custos mensais de pelo menos € 30, para um utilizador médio. No caso da Optimus, ultrapassam os 50 euros.

A TMN/Meo e a Optimus possibilitam partilhar o acesso à Net entre diferentes equipamentos, por mais € 15 por mês (computador e tablet). Na maioria dos tarifários 4G para smartphone da TMN, por mais € 7,50 por mês, também pode partilhar o plafond de Internet do smartphone com o computador ou tablet.

Foram também lançados smartphones 4G que vamos incluir nos nossos testes e no Comparar e Poupar.

A Vodafone disponibiliza o HTC Velocity LTE, por € 499,90 na sua loja online. Com os tarifários Best fica mais barato: a partir de € 49,90 com o Best Top, mas este exige exige uma mensalidade de 103,10 euros. A TMN vende o Samsung Galaxy S II LTE também por € 499,90 na sua loja online, mas também terá de escolher o tarifário tmn unlimited 100 com uma mensalidade de 103,10 euros. Com os tarifários unlimited custa a partir de 49,90 euros. Na Optimus, o mesmo equipamento da Samsung custa € 649,90, mas também pode comprá-lo por € 199,90 ou € 399,90, consoante o tarifário (Smart 60 4G ou Smart 30 4G).

O tablet 4G Samsung Galaxy Tab 8.9 LTE custa € 559,90 na loja online da TMN e € 569,90 na Vodafone.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...